Faça sua pesquisa na net!

Pesquisa personalizada

"Grandes trabalhos não são realizados com força, mas, perseverança".

(Samuel Johnson)




domingo, 2 de junho de 2013

Oração do Pai



Senhor! 

Eu te agradeço pela dádiva de ser pai. 
Agradeço-Te por ver meu filho, a cada dia, aprendendo algo novo. 
É tão lindo vê-lo chegar da escola. Olhos entusiasmados mochila nas costas. 
É tão lindo contemplar o seu sorriso maroto. E saber que posso ser um instrumento para o seu crescimento. 

Senhor! 
Eu te peço que nunca permitas que eu negligencie minha missão de pai. Tu sabes de todas as minhas atribuições. O difícil mister de sustentar a família. O árduo trabalho que exige tempo, cuidado, preocupação. Tu sabes do cansaço que tenho quando chego em casa. É difícil deixar os problemas no trabalho. Os medos, a insegurança. E eu sou sozinho nesses pensamentos que me tomam. Não quero deixar preocupada minha família. E isso, ás vezes, torna-me fechado em meu mundo. 

Senhor! 
Quero tanto ser um bom pai. Quero tanto me multiplicar para participar de toda a história do meu filho. Das lições que devem ser estudadas aos campeonatos esportivos. Das orações em família aos passeios, mesmo que sejam apenas passeios em parques ou praças, mas juntos. A simplicidade vale tanto! Vale tudo! Eu quero educar meu filho na simplicidade. Sei que não é difícil. A cada noite que deito ao seu lado na cama e conto uma história, percebo a beleza de ser pai. A cada manhã em que o acordo, dando-lhe um beijo gostoso que sela o desejo de um lindo dia, percebo a beleza de ser pai. A cada abraço de gratidão por uma torcida amiga. A cada aperto por um choro que nasce da dor, percebo a beleza de ser pai. E se não fossem esses e tantos outros singelos gestos, eu sei que pai eu não seria. 

Senhor! 
Que eu saiba dizer sim e dizer não. Que eu não tenha a presunção de ser um super-herói. Que eu me permita ser frágil e partilhar com o meu filho minha fraqueza. E que essa autenticidade nos ajude a construir uma família sem máscaras. Que o meu filho se sinta feliz em casa, que tenha a liberdade de perguntar e de falar. Que se sinta à vontade para sorrir e para chorar. Que tenha o direito de ser autêntico. 

Senhor! 

Peço-Te ainda o dom da paciência. Sei que a violência não educa ninguém, mas sei também que preciso perseverar no intento amoroso de tocar a alma do meu filho e, por meio de exemplos e palavras, ajuda-lo a ser melhor. Exemplos falam tanto, falam tão alto. Exemplos ficam para sempre. E é esse o legado que gostaria de deixar. Sei que o dinheiro, que hoje aquinhoar, amanhã poderá não mais existir. Sei que os presentes materiais serão perdidos, ou estragados, ou abandonados em algum lugar. Sei que o que fica, o que é essencial, é a lembrança de quem nunca desistiu de ensinar o que é certo. Sei de tudo isso, mas Te peço, Senhor, que eu nuca me esqueça do que hoje sei. 

Cuida do meu filho. Cuida do Teu filho. Cuida do presente que me deste, e que é Teu. Que, a cada dia, ele se encha de graça e de luz. E que, também ele, tenha a humildade de nunca deixar de fazer sua oração. 

Amém! 

Gabriel Chalita

2 comentários:

  1. LInda. Emocionante e verdadeira.

    ResponderExcluir
  2. Olá Ana, venha comemorar comigo os 3 aninhos do Cantinho da Mami! Fiz lembrancinha atrasada espero que goste, foi feita com muito carinho ! Agradeço deste de já sua carinho! Bjinhos no coração! Fique com Deus! Márcia Valéria.
    cantinhodamami.blogspot.com

    ResponderExcluir